As Competências Socioemocionais

DESCE QUE TEM MAIS

Tradicionalmente, as escolas priorizam desde cedo a formação do estudante com o foco no desenvolvimento de competências cognitivas, tais como o raciocínio e a memória. Porém, muitas pesquisas já apontam que desenvolver intencionalmente competências socioemocionais nas práticas escolares, tais como ajudar os estudantes a aprenderem a se relacionar consigo mesmo, reconhecendo e dialogando com suas emoções, pode trazer mais benefícios para o processo de aprendizagem e para inúmeras outras realizações ao longo da vida, como na saúde, no trabalho e nas relações sociais.

As competências socioemocionais são habilidades usadas no dia a dia, na relação das pessoas consigo mesmas (autoconhecimento, resiliência, autonomia, autoestima) e com as outras (empatia, colaboração, respeito) e nas atividades do dia a dia (persistência, capacidade de solucionar situações complexas, ética).

pessoas.jpg
 

Big Five

Conheça as “big five”: as cinco dimensões da personalidade humana

DESCE QUE TEM MAIS

Os Big Five são resultado de uma análise das respostas de questionários sobre comportamentos representativos de todas as características de personalidade que um indivíduo pode ter. Essa análise foi feita em diversos países e chegou aos mesmos cinco grupos de características.

Consciência: inclinação a ser organizado, esforçado e responsável. O indivíduo consciente é caracterizado como eficiente, organizado, autônomo, disciplinado, não impulsivo e orientado para seus objetivos (batalhador).

 

Extroversão: orientação de interesses e energia em direção ao mundo externo e pessoas e coisas (ao invés do mundo interno da experiência subjetiva). O indivíduo extrovertido é caracterizado como amigável, sociável, autoconfiante, energético, aventureiro e entusiasmado.

 

Amabilidade: tendência a agir de modo cooperativo e não egoísta. O indivíduo amável ou cooperativo se caracteriza como tolerante, altruísta, modesto, simpático, não teimoso e objetivo (direto quando se dirige a alguém).

 

Estabilidade Emocional: previsibilidade e consistência de reações emocionais, sem mudanças bruscas de humor. Em sua carga inversa, o indivíduo emocionalmente instável é caracterizado como preocupado, irritadiço, introspectivo, impulsivo, e não autoconfiante.

Abertura a novas experiências: tendência a ser aberto a novas experiências estéticas, culturais e intelectuais. O indivíduo aberto a novas experiências caracteriza-se como imaginativo, artístico, excitável, curioso, não convencional e com amplos interesses.

As CINCO macrocompetências
e as 17 competências sociemocionais
 

DESCE QUE TEM MAIS

5_17.jpg
 

Alguns exemplos de práticas socioemocionais

DESCE QUE TEM MAIS

Filmes

Comprações com a Realidade, Reflexão e Pensamento Crítico.

Visita Técnica

Abertura para o novo e compreensão da realidade.

Auto conhecimento, imaginação e criatividade 

Empatia, valorização humana e  solidariedade.

Teatro

Imaginação, Criatividade e valorização do grupo.

Oficinas

Diálogo, flexibilidade e valorização do grupo

Gincanas

Determinação, valorização de grupos e princípios éticos.

Eventos

Autonomia, responsabilidade e autoconhecimento

 

Avaliação e registro das competências socioemocionais

DESCE QUE TEM MAIS

nsa_registro.jpg
 

CPS e as competências socioemocionais nas Etecs

DESCE QUE TEM MAIS

1. Demonstrar capacidade e interesse na construção de relacionamentos profissionais.

2. Demonstrar ética profissional.

3. Agir com pensamento crítico voltado à resolução de situações-problema.

4. Demonstrar capacidade de análise, negociação e tomada de decisão.

5. Evidenciar capacidade de adoção comportamental segundo as circunstâncias do ambiente ou diante de argumentos consistentes.

6. Contribuir para o alcance de objetivos comuns.

7. Responder com empatia a emoções e necessidades manifestadas por outras pessoas.

8. Evidenciar desinibição e desprendimento para lidar com pessoas de cargos superiores.

9. Atuar de forma colaborativa quando do trabalho em equipe.

10. Atuar com liderança em função dos contextos do trabalho.

11. Demonstrar capacidade de adotar em tempo hábil a solução mais adequada entre possíveis alternativas.

12. Demonstrar habilidade para escutar atentamente seu interlocutor.

13. Demonstrar tendência a ajustar situações e estabelecer acordos.

14. Demonstrar autonomia intelectual e de ação.

15. Apresentar argumentos logicamente encadeados a respeito de um determinado assunto.

16. Demonstrar capacidade de lidar com situações novas.

17. Evidenciar iniciativa e flexibilidade para adaptar-se a novas dinâmicas.

18. Comunicar-se com eficiência nos contextos do trabalho, com a utilização da terminologia técnica e/ou científica e de acordo com os gêneros textuais e modelos convencionados (documentação e redação técnica).

19. Utilizar, nos contextos do trabalho, elementos da Tecnologia de Informação e Comunicação (TICs).

20. Elaborar e desenvolver projetos.

 

Material de Apoio

Entendendo o que são as Competências Socioemocionais

DESCE QUE TEM MAIS

nova_escola.png
senna.png
ProfEPT_111.jpg